A REPÚBLICA DOS TROLLS

O Brasil é vítima de manipulação da informação e desinformação em massa

BRASIL, A REPÚBLICA DOS TROLLS

– Trolar: Enganar, ludibriar, fazer de trouxa, manipular a boa fé de quem não se dá conta de fazer papel de palhaço. A questão da mentira é algo absurdamente mais complexo do que aprendemos a considerar. Termos diminutivos e carinhosos são usados com a intenção de amenizar o impacto e a importância das coisas que nada tem de irrelevantes. Estes termos também indicam algum tipo de vínculo afetivo que querem conferir inocência a coisas que nada tem de inocentes, e esta já é uma das inumeráveis maneiras de trolar as pessoas, fazendo com que elas não dêem importância ao que deveriam dar.
Uma “mentirinha” é sempre tolerada. Os viciados também referem-se ao objeto de seu vício desta forma: minha cervejinha ou uma pinguinha, um wiskinho, meu cigarrinho, meu remedinho, e assim vai. Desta forma passa batido o verdadeiro caráter tenebroso contido nestas coisas. A mentira é uma arma perigosa, que confere impunidade a crimes, crimes que podem conduzir gerações inteiras a contraírem doenças fatais, ou à morte. A mentira protege, mantendo em sigilo ações criminosas, garantindo que seus autores alcancem seus objetivos, antes que alguma providência possa ser tomada para impedí-los.

Chevron não indeniza vítimas da catástrofe Chernobil na Amazônia
Chevron Texaco responsáveis pelo Chernobil da Amazônia
Texaco Chevron responsáveis pelo maior desastre ecológico do Ocidente

Estas imagens estão armazenadas no backup do primeiro website da REVISTA ELETRÔNICA. Vamos usar todo o conteúdo do nosso antigo website, para ilustrar nossa narrativa. A princípio ela parece um mosaico desencontrado de assuntos que não tem relação entre si, mas nós veremos que todas as categorias dos nossos posts estarão apresentando aspectos diferentes de um só assunto. A CHEVRON foi conteúdo de muitos artigos que escrevemos, desde 2009 nós informamos ao povo brasileiro o que já desde 2002 acontecia bem aqui perto de nós, mas nós não tomamos conhecimento, ou nem nos interessamos, porque a ENGENHARIA SOCIAL construida por anos a fio aqui no Ocidente, como uma paciência digna dos orientais, nos programou para dar importância apenas ao que não nos interessa de fato. Nós registramos, desde 2009 até 2013, as várias medidas legais indenizatórias das comunidades mais atingidas no Equador pelo vazamento gigantesco de óleo cru provocado pela CHEVRON/TEXACO, considerado a maior catástrofe ecológica do século, ao ponto de ser chamada de CHERNOBIL DA AMAZÔNIA EQUATORIANA.
Mas nós começamos o artigo falando do Brasil, como sendo a REPÚBLICA DOS TROLLS. O que tem esta catástrofe equatoriana a ver com o princípio da conversa? O link é a MENTIRA, a trolagem praticada com os povos do Novo Mundo, o próspero, rico e livre MUNDO OCIDENTAL . A mesma CHEVRON já causou graves estragos na nossa orla marítima, da qual dependendemos para muitas atividades econômicas, principalmente o turismo nacional e internacional, e sustentamos nossa opinião, que já há 10 anos era que esta é uma prática das manobras TERRA ARRASADA e GENOCÍDIO, já que as nações latinas e comunidades indígenas são proprietárias de riquezas muito cobiçadas, pelas quais os exploradores são obrigados a pagar, mesmo que nem tão caro, mas são obrigados a prestar tributos aos seus donos, enquanto houver soberania, liberdade e povos pacíficos nestas terras, com seus direitos de propriedade garantidos pelas leis universais. 
Na sequência deste assunto,  registraremos como a CHEVRON vem trolando a justiça internacional, por mais de 20 anos, para simplesmente se eximir de qualquer indenização às vítimas de seu crime, e também falaremos das proporções colossais do impacto por eles causado na cabeceira do Rio Amazonas. Então você pode agora voltar ao início deste artigo, e verificar que estamos falando de como mentiras e trolagem podem encobrir e proteger crimes, impedindo que alguma providência seja tomada para evitar que os criminosos alcancem seus objetivos, ou que sejam punidos. É disso que estamos falando.
Você encontrará uma grande diversidade de mentiras colossais expostas em nossos artigos, pois abrimos o leque de modo que as pessoas possam visualizar a Hidra gigantesca que trabalha para manter o controle do que já conquistou, e colocar seus tentáculos onde ainda não tem o domínio absoluto. Como já falamos no primeiro artigo desta Revista, naquele tempo colocavam um chapéu de cone de papel alumínio em nossas cabeças e destruíam nossa credibilidade. Enquanto funcionou esta trolagem, nós éramos apenas os “teóricos da conspiração”. Mais recentemente, quando este termo tornou-se próprio dos desinformados, então passaram a nos censurar, nos proibir de compartilhar denúncias e informações, pois pudemos identificar que as medidas usadas para nos calar eram as mesmas, em nível global. Como George Orwell havia alertado, os “embustes” ou trolagens, eram mesmo universais.
Clique aqui no texto para curtir a nossa Fanpage A REPÚBLICA DOS TROLLS no Facebook. No botão abaixo você pode curtir a nova Fanpage da EDITORAELETRONICA, que criamos para substituir a primeira, que foi “roubada”.

Hits: 2