REVISTA ELETRÔNICA

Denunciamos desinformação na web desde 2009

DESDE 2009 DENUNCIANDO DESINFORMAÇÃO NA WEB

Nós ainda não sabíamos que estávamos sob censura, ela era praticada através de algoritmos e “regras” bizarras,  que colocavam na invisibilidade alguns conteúdos. Fomos descobrindo sobre os algoritmos aos poucos, pois os donos das Gigantes da TI beneficiavam-se com o privilégio de um conhecimento que não compartilhavam com os meros mortais: nós, os usuários.  Só 10 anos depois fomos descobrir o que significa “SHADOW BAN”! Demoramos também a identificar os critérios usados para escolher os conteúdos a serem silenciados.
Vamos publicar aqui, numa série de artigos documentados, todo o processo crescente da censura na web, desde a sutil evanescência de conteúdos contrários aos interesses do Vale do Silício, até a censura ostensiva, ao excluir, em 2018/19, perfis e canais de comunicação que usavam as Redes Sociais como propagadoras auxiliares de seu conteúdo, tais como Alex Jones e Paul Joseph Watson, entre tantos outros pelo mundo afora. Faremos isso como um registro histórico de um tempo em que se cumpriu a profecia de George Orwell: “EM TEMPOS DE EMBUSTES UNIVERSAIS, DIZER A VERDADE É UM ATO REVOLUCIONÁRIO”. 

Autor do livro 1984 prevê o uso da desinformação para engenharia social
Jornalistas censurados pelas Redes Sociais

Adotamos o termo “TROLAR” para definir o efeito que a desinformação produz nas massas manipuladas, quando usada como arma por terroristas. Nós somos TROLADOS por mentiras, informações falsas, por omissão de informações fundamentais… mas desde quando? Qual a origem desta estrategia de guerra? Este é o motivo pelo qual o canal de Alex Jones chama-se INFO WARS.  No século XXI a guerra é feita através da propagação de falsas “pesquisas”, falsas ideologias, falsos conceitos, informações equivocadas, e principalmente pela só agora conhecida estratégia de construir falsas narrativas e versões paralelas, e substituir os fatos por FACTÓIDES
Então, quando nos tornamos investigadores de FAKE NEWS, denunciando a DESINFORMAÇÃO EM MASSA, fomos acusados de “TEÓRICOS DA CONSPIRAÇÃO”. Colocaram em nossas cabeças um chapéu de cone de papel alumínio, procuraram destruir nossas reputações e, claro, nos acusaram de cometer o crime que nós denunciamos:  Nos acusaram de disseminar DESINFORMAÇÃO! Agora nós éramos os produtores de FAKE NEWS, por expor as falsas narrativas e denunciar os EMBUSTES UNIVERSAIS, dos quais falou-nos Orwell, no início do século passado.
Isso significa que temos pelo menos 100 anos de trolagem comprovada na HIstória da Humanidade… Então fomos pesquisar onde estavam os pontos estratégicos dos EMBUSTES UNIVERSAIS. É o que temos feito nos últimos 10 anos. Tivemos nosso primeiro website invadido centenas de vezes, antes de nossos perfis nas Redes Sociais começarem a ser silenciados e finalmente banidos. Paramos de alimentar os conteúdos e descontinuamos a REVISTA ELETRÔNICA, mantendo o novo website apenas com PORTFÓLIO por algum tempo, aguardando o desfecho da caça às bruxas. Devido aos algoritmos nossos perfis e fanpages tinham apenas 4 a 5 mil seguidores, nosso prejuízo não foi tão grande quanto o de outros canais que ajudaram, por exemplo, na eleição de JAIR MESSIAS BOLSONARO, e na eleição de DONALD TRUMP, o que provocou a retaliação imediata do Vale do Silício aos canais de conteúdo conservador. O efeito desta ação conjunta e voluntária nas Redes Sociais, que fortaleceu a articulação da Sociedade Civil na defesa das liberdades, tanto ideológicas, quanto civis e financeiras, obrigou os discretos censores dos algoritmos silenciosos a ficarem expostos, como censores que de fato eram, e defensores dos interesses de progressistas, socialistas e esquerdistas, determinados a impedir que os conservadores cruzassem seus discursos, suas informações, nem que pudessem se  articular pelas Redes Sociais.
Daremos continuidade a nossa narrativa através de nossos artigos, registrando as arbitrariedades de uma Suprema Corte que se mostrou tendenciosa em favor de interesses socialistas no Brasil, mantendo, porém, nosso olhar não só no Brasil, mas em todo o mundo, pois identificamos e denunciamos em 2012 uma ação coordenada desta estratégia, aplicada em vários países pelo mundo todo, o que nos fez ampliar nosso olhar para apontar a característica globalista desta TROLAGEM, pois de acordo com Orwell, ela é UNIVERSAL.